6ª Mostra Canavial de Cinema

A 6 ª Mostra Canavial de Cinema age sob a proposta de um “Cinema de Guerrilha”, trazendo filmes que se coloquem diante de conflitos sociais ou que tragam consigo as marcas de um difícil processo de produção à margem do fomento ao cinema e audiovisual no país. Curtas-metragens de embate, curtas-metragens de posição marcada, curtas que de alguma maneira possam espelhar as agruras de seu tempo e de seu lugar.

Entre inevitáveis altos e baixos, nos últimos anos o Brasil teve a oportunidade de reaprender a investir em sua própria cultura de cinema, em sua própria cultura do olhar, e, consequentemente, como sempre foi de nosso feitio, certos filmes reaprenderam a olhar de volta. O Brasil, não podemos esquecer, nasce de um erro de percurso, uma descoberta equivocada, uma invasão que engatilharia uma sequência de conflitos, de erros, um erro atrás do outro, fazendo-nos existir, querer desistir, porém persistir, resistir, pois diante de tantos erros é que surgem alternativas.

Estão aqui reunidos, portanto, filmes dispostos a encarar o presente desesperado e, não menos importante, que sangram um passado ainda muito cheio de si. Da simbólica vingança racial e histórica ao olhar de crianças que se veem envolvidas entre o desejo e a angústia; do mapeamento de um município emparedado por suntuosas mudanças a um painel de diversos Brasis periféricos; do canto dos orixás ao canto da Ceilândia, das algemas escravocratas às prisões urbanas, da mise em scène elegante ao atropelo de uma aflita câmera de celular, das flechas às pedras, das pedras aos tratores, dos tratores às fardas, do banditismo por necessidade ao banditismo por pura maldade, que cada filme se erga como um monólogo ao pé do ouvido e ao alcance do olhar, a nos lembrar, como Chico Science nos lembrou, que são demônios aqueles que destroem o poder bravio da humanidade.

Fabrício Cordeiro
Curador da 6ª Mostra Canavial de Cinema

TEMA: CINEMA DE GUERRILHA

Ao adotar o tema “Cinema e Guerrilha” como norteador da programação da 6ª edição da Mostra Canavial de Cinema acreditamos cumprir com o papel de ação cultural engajada na defesa de uma sociedade mais igualitária em direitos e oportunidades.

Arte é trincheira de luta ideológica, onde se alargam as margens de um senso comum estabelecido à força pela desinformação em massa. Propomos com nossa programação potencializar obras de arte que alarguem as margens das consciências. Esta é a subversão que nos cabe.

Os filmes e debates apresentados na 6ª Mostra Canavial de Cinema questionam a naturalidade dos processos que engatilham, no passado e no presente, nos centros urbanos e nas zonas rurais, nos assentamentos e nas comunidades quilombolas e em todo país uma série de desigualdades que perpetuam difíceis condições de vida para os brasileiros e brasileiras.

Desta forma convidamos a população local e demais interessados a participar conosco a 6ª Mostra Canavial de Cinema, que percorrerá 08 cidades da região da Mata Norte de Pernambuco entre 10 e 29 de janeiro de 2017 com programação de filmes, shows, seminário e oficinas.

Caio Dornelas
Idealizador e coordenador

(Programa 1)
Do canavial para o mundo |

RAPSÓDIA PARA O HOMEM NEGRO
24” | 2015 | cor | MG | Ficção

Sinopse:

Odé é um homem negro. Seu irmão, Luiz, foi espancado até a morte durante um conflito em uma ocupação de Belo Horizonte. O filme utiliza alegorias e simbolismos para contextualizar as relações poli?ticas, raciais, de ancestralidade e urbanização no mais recente cenário político brasileiro.

  • Roteiro: Gabriel Martins
  • Direção: Gabriel Martins
  • Produção executiva: Thiago Macêdo Correia
  • Direção de produção: Luna Gomides
  • Fotografia: Gabriel Martins, Diogo Lisboa
  • Montagem: Gabriel Martins
  • Som: Maurílio Martins, Raul Arthuso e Ariel Henrique
COURO DE GATO
12′ | 1960 | P&B | RJ | Ficção

Sinopse:

Às vésperas do carnaval, garotos de uma favela roubam gatos para fabricantes de tamborins. Exercício de realismo lírico, síntese de ficção e documentário, o filme narra o amor de um menino por um angorá e seu dilema ao ter que vender o bichano.

  • Diretor: Joaquim Pedro de Andrade
  • Produção: Marcos Farias, Saga Filmes
  • Fotografia: Mário Carneiro
  • Roteiro: Joaquim Pedro de Andrade
  • Montagem: Jacqueline Aubrey
  • Música: Carlos Lira
COMMAND ACTION
13′ | 2015 | cor | SP | Ficção

Sinopse:

Um garoto está comprando vegetais para sua família em uma feira livre quando de repente alguma coisa muda no caminho.

  • Direção montagem: João Paulo Miranda Maria
  • Montagem: João Paulo Miranda Maria
  • Roteiro: Fernanda Tosini
  • Fotografia: Thiago Ribeiro Pereira
  • Produção: Claudia Seneme do Canto
  • Desenho de Som: Léo Bortolin
  • Direção de Arte: Marina Palmero Butolo
  • Elenco: David Martins, Luana Menezes, João de Lima Neto e Claudio Lopes.
O DELÍRIO É A REDENÇÃO DOS AFLITOS
21′ | 2016 | cor | PE | Ficção

Sinopse:

Raquel é moradora de um prédio-caixão condenado por risco de desabamento. Última residente a permanecer no edifício, ela precisa se mudar o quanto antes para garantir a segurança de sua família.

  • Diretor: Fellipe Fernandes
  • Produção: Dora Amorim e Thaís Vidal
  • Fotografia: Gustavo Pessoa
  • Diretor de Arte: Thales Junqueira
  • Figurino: Rita Azevedo
  • Maquiagem: Cris Malta
  • Montagem: Quentin Delaroche
  • Som: Lucas Caminha e Nicolau Domingues
MATA NORTE
24′ | 2015 |Cor | PE | Documentário

Sinopse:

A Fábrica da Fiat trouxe a promessa de desenvolvimento sem precedentes para o município de Goiana, na Zona da Mata Norte pernambucana. O filme confronta tradição do folclore indígena local com o novo processo de industrialização. O futuro veio mesmo para redimir os goianenses ou trouxe uma nova roupagem para a velha exploração?

  • Direção: Tuca Siqueira
  • Roteiro: Tuca Siqueira
  • Produção: Executiva Carol Vergolino, Cesar Maia e Marcelo Barreto
  • Fotografia: Marco Antonio Duarte
  • Produção: André Simões
  • Som Direto: Moabe Filho
  • Montagem: Pri Maria
  • Desenho de som: Catarina Apolonio
  • Mixagem :Justino Passos

(Programa 2)
Do mundo para o canavial |

RAP, O CANTO DA CEILÂNDIA
15′ | 2005 | Cor | DF | Documentário

Sinopse:

Diálogo com quatro consagrados artistas do Rap nacional (X, Jamaika, Marquim e Japão), todos moradores da Ceilândia, cidade-satélite de Brasília. O filme mostra a trajetória desses integrantes no universo da música e faz um paralelo com a construção da cidade onde moram. São artistas que vêem no Rap a única forma de revelar seus sentimentos e de se auto-afirmar enquanto moradores da periferia.

  • Diretor: Adirley Queirós
  • Produção: João Break
  • Fotografia: Leonardo Feliciano
  • Roteiro:Adirley Queirós
  • Som: Francisco Craesmeyer, Dirceu Lustosa
  • Montagem: Mariana Furumoto
  • Música: Jamaika
DO PORTÃO PRA FORA
16′ | 2016 | Cor | SP | Documentário

Sinopse:

Jaqueline recomeça sua vida no lugar onde cresceu. Em pouco menos de um ano de sua saída da prisão, se tornou mãe pela segunda vez e hoje divide seu tempo entre o trabalho e os cuidados do lar.

  • Diretor: Letícia Bina
  • Roteiro: Letícia Bina
  • Produtor: André Muñoz
  • Fotografia: Laysa Elias
  • Som: Marina Tinel, Leonardo Sabanay
  • Montagem: Fernanda Carneiro
  • Edição de Som: Marina Tinel
ESTADO ITINERANTE
25′ | 2016 | Cor | MG | Ficção

Sinopse:

Vivi quer escapar de uma relação opressora. Em período de experiência como cobradora de ônibus, ela trabalha desejando não voltar para casa. A semana passa rápido, entre as paradas no ponto final e o itinerário os encontros com outras cobradoras fortalecem a mulher trabalhadora e seu desejo de fuga. Logo é final de semana e o centro de Belo Horizonte já não parece tão longe do bairro Boa Vista.

  • Diretor: Ana Carolina Soares
  • Roteiro: Ana Carolina Soares
  • Produtor: Denise Flores
  • Produção Executiva: Ana Carolina Soares, Denise Flores
  • Direção de Produção: Denise Flores
  • Diretor de Fotografia: Diogo Lisboa
  • Som: Glaydson Mendes
  • Edição: Carlos Henrique Roscoe
ENTRETEMPOS
08′ | 2015 | Cor/PB | CE | Experimental

Sinopse:

Um canto que evoca. Uma cidade que desmorona. Um prédio que se ergue. Um povo que embranquece. Uma família que convulsiona. Um silêncio que corta.

  • Direção: Frederico Benevides e Yuri Firmeza
  • Produção: Frederico Benevides e Yuri Firmeza
  • Roteiro: Frederico Benevides e Yuri Firmeza
  • Fotografia: Frederico Benevides e Yuri Firmeza
  • Montagem: Frederico Benevides e Yuri Firmeza
  • Som: Danilo Carvalho, Érico Paiva, Frederico Benevides e Yuri Firmeza
NA MISSÃO, COM KADU
28′ | 2016 | Cor | MG/PE | Documentário

Sinopse:

Na luta por moradia em Belo Horizonte, um militante, sua câmera e seu povo enfrentam o poder dos cassetetes e das bombas de gás.

  • Direção: Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito
  • Roteiro: Aiano Bemfica, Gabriel Martins e Pedro Maia de Brito
  • Fotografia: Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito
  • Montagem: Gabriel Martins
  • Som Direto: Luisa Lanna, Homero Basílio/Estúdio Das Caverna
  • Produção: Luisa Lanna